• Facebook
  • RSS

Notícias

28/10/2019

Confira como foi a posse popular dos novos Defensores Públicos e do ouvidor-geral externo da DPPR

Os novos Defensores Públicos do Paraná Raphael Siqueira Neves, Renato Martins de Albuquerque, Tales Miletti Dutervil Cury e Terena Figueredo Nery, e o ouvidor-geral externo da DPPR (Defensoria Pública do Paraná), Thiago Hoshino, participaram, no último domingo, dia 20 de outubro, da cerimônia de posse popular, realizada na Sociedade Operária 13 de maio, em Curitiba.

O grande objetivo da solenidade foi proporcionar um momento de reflexão sobre os desafios das profissões e, principalmente, aproximar os Defensores e o ouvidor-geral externo da população vulnerável e dos líderes de movimentos sociais.

“Foi uma experiência incrível tomar posse na Sociedade 13 de maio ao lado dos representantes dos principais movimentos sociais. O ato nos faz lembrar para que e para quem viemos. Registro meu agradecimento pela oportunidade única”, destacou o Defensor Tales.

Líderes de movimentos sociais

Segundo o Defensor Renato e o ouvidor Thiago, a posse popular foi um evento para se recordar e reforçar a essência do trabalho da Defensoria: proteger as pessoas mais vulneráveis em nossa sociedade e que mais precisam de ajuda.

“A posse traduz o ato do empossamento, o protagonismo da sociedade e dos seus vários movimentos e comunidades na medida em que, ao empossar novos defensores públicos em suas missões institucionais, também se empoderam e tomam posse daquilo que, segundo nossa Constituição, lhes pertence: os direitos e o sistema de justiça,” ressaltou o ouvidor Thiago.

“A posse popular foi repleta de simbolismo e significado, representando e reavivando os motivos pelos quais ingressamos nessa tão louvável e desafiadora carreira. Serviu para relembrarmos que a nossa atuação é em nome daqueles que não tem espaço e nem voz, em uma sociedade que, cada vez mais, retoma há um tempo patriarcal e higienista. E mais do que isso, restou claro que não basta à Defensoria substituir os movimentos sociais. Ao revés. Temos que empoderá-los e por eles ser empoderados”, afirmou o Defensor Renato.

Na ocasião, a Defensora Terena, representando o novo grupo de Defensores, fez um discurso para os presentes.

Momento do discurso da Defensora Pública Terena Figueredo Nery

“Foi um momento muito emocionante! Uma baita responsabilidade discursar para os representantes dos movimentos sociais, acadêmicos e demais atores do sistema de justiça. Tentei fazer uma fala sincera e autocrítica, reflexo de alguns questionamentos internos que dialogam muito com um conto de Clarice Lispector, intitulado de “Mineirinho”. Fiz uma leitura de parte do conto como forma de externar minha perplexidade com a violência estatal e com a apatia endêmica que parece ter tomado conta da justiça. Apesar disso, estar ali, na Sociedade Operária 13 de maio, um local carregado de memória e resistência, foi uma oportunidade de renovar o meu compromisso como Defensora e relembrar porque escolhi trilhar esse caminho ao lado dos mais vulneráveis” explicou a Defensora Terena.

O evento foi realizado pela Ouvidoria e teve o apoio da Adepar (Associação das Defensoras Públicas e Defensores Públicos do Paraná).

“Participar da posse popular é realmente muito especial. Tivemos a oportunidade de estreitar laços com os novos colegas e lembrar do quão gratificante é poder, através da nossa profissão, ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade a terem acesso à justiça e a direitos fundamentais”, pontuou a presidente da Adepar, Lívia Brodbeck.

A presidente da Adepar, Lívia Brodbeck

Fonte: ADEPAR

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.